Translate

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Hall dos Dubladores- Guilherme Briggs

Retornando com nossa coluna

Por MIKA

Faz tempo desde o primeiro Hall dos Dubladores que eu fiz. Agora estou de volta, e desta vez, indo na onda de No Game No Life o nosso querido anime brazuca, estou trazendo um dublador brasileiro bem foda.  Sim, é a vez dele: Guilherme Briggs.  Pode dar uma pausa nestes animes hentais que vocês estão vendo, pare de jogar GTA V por uns instantes para ler esta coluna! Vamos nessa!
Guilherme Briggs é um carioca nascido em 25 de Julho de 1970. Casado com a roteirista de Histórias em Quadrinhos e desenhista Fran Briggs, ele é mais do que dublador: Também é Locutor, Tradutor, Diretor de Dublagem da Delart Estúdios e Desenhista. Desde pequeno, foi influenciado pelo seu saudoso pai, Henrique Briggs. Eles passavam finais de semana, durante vários anos, criando personagens, escrevendo roteiros e gravando histórias em um antigo gravador, em uma espécie de rádio teatro caseiro. Essa familiaridade com o trabalho de ator veio desse convívio diário com a arte, através de brincadeiras entre pai e filho. Quando não estavam fazendo essas aventuras sonoras, Guilherme e Henrique Briggs costumavam desenhar, outra paixão que continua até hoje. Começou a carreira em 1991, aonde ele se mostrou um gênio talentoso! É uma pessoa apaixonada por tudo que envolva arte e criatividade, como desenhar, pintar, escrever e atuar. Adora arte, ciência, livros, ilustração, cinema, seriados, animação, quadrinhos, mangás e animes. 
Como diretor de dublagem, ele trabalhou em Avatar, Transformers, Uma Noite no Museu e vários outros. Como dublador (que vai ser meu foco aqui) ele também fez vários. Gente, o tio aqui não assistiu a todos os filmes/desenhos/séries que o Guilherme Briggs fez dublagem (quando vejo um filme, eu não sei a principio quem são os dubladores, mas se vejo que ele está ali no elenco, fico feliz). Fora que se pegarmos todas as dublagens dele, esse post vai ficar bem longo. Por isso darei foco mais nas dublagens mais conhecidas e que o tio conseguir lembrar. Quem quiser, depois vá conhecer a página dele, que é bem legal. Tem esse site aqui também é bom, e tem este canal no YouTube também. Enfim, mudando de assunto, hora de continuar. Aviso que não irei seguir uma ordem cronológica, pois infelizmente não achei uma fonte confiável que me dissesse isso. Então, vou ir seguindo essa ordem: Personagens de animações, depois atores reais.
 Animações/Personagens que NÃO são de carne e osso
Acho que se eu colocar qualquer personagem que ele dublou aqui vocês vão reconhecer, não é? Pois Briggs é o gênio por trás da voz do Freakazoid, aquele herói maluco de pele azul que eu só assisti a UM episódio. Pelo que sei, ele é um dos personagens favoritos de Briggs. Ele é também a voz por trás do Kronk. Kronk, pessoal, aquele cara da Nova Onda do Imperador, que é um filme que eu assistia bastante na infância. Se você não assistiu a Nova Onda do Imperador, então morra (brincadeira, gente). Aliás, o Kronk é meu favorito. Com o sucesso dele, ganhou até seu próprio filme (a Nova Onda do Kronk).
Agora, vamos para o espaço, Ao Infinito e Além! Sim, vocês conhecem esse personagem. Buzz Lightyear do Comando Estelar (ou algo parecido). Puxa, que nostalgia de Toy Story (eu até tive a fantasia do Buzz), e posso afirmar que esse personagem já consagra Briggs. Agora, indo para outras coisas nostálgicas, outro que vocês devem conhecer bem e que também marcou este dublador é ninguém menos que Cosmo dos Padrinhos Mágicos! Sabe aquela frase “Eu sou Cosmo”. Outros dois personagens que são marcas de Guilherme Briggs são: Moisés do Príncipe do Egito e Samurai Jack, do desenho de mesmo nome que foi produzido pelo mesmo estúdio das Meninas Superpoderosas.
Falando nelas, olha só quem o Briggs interpretou: Ele, aquele demônio metrossexual. Provavelmente o chamavam assim para não mencionar o verdadeiro nome do capiroto. Indo para o fundo do mar, vocês já viram um tubarão vegetariano? Em 2003, Guilherme Briggs faria a voz de Bruce no longa animado Procurando Nemo. Tá certo, mas continuando no mundo animado, o cara ainda fez a voz do Rei Julian da série animada Madagascar (nos filmes, porque na série animada dos Pinguins é outro cara) e daquele boi chamado Otis de O Segredo dos Animais.
“Ô, Mika. Beleza e dublou esses personagens todos, mas e em animes?” Não me esqueci dos animes. Ele é o nosso querido Spike de Cowboy Bebop e Radamanthys De Wyvern de Cavaleiros do Zodíaco.
E só para encerrar essa parte de animações: Nigel de Rio, Mewtwo de Pokémon: The Firts Movie , Eduardo da Mansão Foster para Amigos Imaginários e Optimus Prime de Transformes são alguns deles.
 Ah, e Guilherme Briggs, pra quem não sabe, é o dublador oficial do Superman e do Mickey Mouse no Brasil!


Filmes e séries/Atores REAIS
Acredito eu que dublar uma pessoa é mais difícil que um personagem de animação. Acho que sincronizar a voz com o movimento dos lábios de uma pessoa real que está falando em inglês ou outro idioma não deve ser tão simples. Mas Briggs, sendo um dulador, consegue fazer mais do que isso: Ele faz verdadeiros milagres. A começar por seu Han Solo (Harrison Ford) em Star Wars.  Ou o Superman do Henry Cavill em O Homem de Aço.
Em 2012, Guilherme Briggs emprestava sua voz para Bane (Tom Hardy) em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. E no ano seguinte, Spock (Zachary Quinto) dos dois filmes de Star Trek seria mais outro personagem a entrar em seu currículo.
 Na trilogia O Hobbit, Briggs dubla dois personagens: Thranduil (Lee Pace) e Gollum (Andy Serkis).
Ele também é o dublador de James Norrington (Jack Davenport) da franquia Piratas do Caribe e do Calvin Scott (Lester Speight) de Eu, A Patroa e As Crianças, considerado por muitos como o melhor personagem do seriado.
Bom jovens eu sei que falta uma gama de personagens para falar, mas infelizmente não dá pra falar de todos, destaquei apenas os mais conhecidos. E estou fazendo esta postagem em julho, e provavelmente terá muita gente que ainda a lerá mais pra frente, por isso, se você estiver lendo isso em 2018, sinto muito que não tenha uma personagem que ele dublou de algum filme, seriado, desenho épico que saiu por aí neste ano ou no ano anterior. E eu espero que ele continue a dar voz a várias outros personagens fodas, pois eu de fato sou fã deste dublador. E, não sei se ele um dia lerá este post mas já deixo meu recado: Guilherme Briggs, obrigado por dublar personagens épicos, e espero que continue a dar voz a vários outros, pois amamos seu trabalho. Obrigado por tudo.
Bom, então é isso aí jovens, espero que tenham gostado, foi bem difícil fazer este post, e como eu disse, será uma coluna, falarei de muitos outros dubladores.
Postar um comentário